Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

CÁ ESTÁ OUTRA FRASE PARA DIFICULTAR

Primeiro como adivinhamos que agora sim, a minha felicidade é isto mesmo!? Como temos a certeza de como, onde, com quem e a fazer o quê é que txanann: cá está a boa da felicidade!? OK, imaginando que até temos uma ideia mais ou menos defenida do que é a felicidade para cada um de nós, como sabemos quais são os obstáculos específicos aqueles que são mesmo mesmo os que nos impedem de a alcançar? OK, supondo que com alguma astúcia conseguimos discernir vagamente quais são esses mauzões, como decidimos o modo de os aniquilar? Hum? Como defenir as tácticas e estratégias infalíveis para lutar contra os danadinhos e vencer? Cá está! Frases muito bonitas e filosóficas e mais não sei quê, mas depois não explicam. É isso que me enerva! Nunca vou saber se tenho valor ou não, e se tiver que raio de valor é esse, em que quantidade e para que me vai servir! Enfim...

sinto-me: na brincadeira
publicado por anatcat às 16:19
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Rui a 31 de Outubro de 2006 às 17:04
Ui... coitado do amigo consumidor. Realmente esta é mesmo para dificultar. Mas o que eu penso é que nós cá dentro sabemos o valor que temos e se tivermos bons principios e boas condutas sentimo-nos com certeza bem conosco. E isso é das coisas mais importantes. Se conjugarmos isto com pessoas semelhantes a felicidade irá aparecer com certeza.

UAU... que profundidade... ;-)
De vmlf a 31 de Outubro de 2006 às 17:21
As pessoas tem valor porque lutam contra os obstáculos ou lutam contra os obstáculos porque tem valor?

Eu acho que todas as pessoas tem o seu valor, ás vezes estamos é distraídos. E nem sempre o valor em causa é valorizado pela sociedade.

Por isso é que o valor tem que partir de dentro, esse é o mais importante. Claro que é bom ser valorizado na avaliação feita pelos outros, receber estímulos positivos do exterior, mas se nem a nós próprios nos valorizamos então os elogios dos outros nunca são suficientes e não fazemos outra coisa que não seja correr atrás das vontades dos outros.

É bom pararmos um bocado de vez em quando e dar-nos a nós próprios uma palmadinha nas costas, desfrutar-mos esses pequenos momentos da vida.

Portantos, digamos que eu penso que a luta contra os obstáculos cria valor na pessoa, reforça o que já lá existe. O simples facto de tentar transpor uma barreira ás vezes já é suficiente, nem sempre é necessário deita-la abaixo - podemos sempre passar-lhe ao lado e continuar o caminho.

Diálogo do fim do High Fidelity - grande filme que estive a ver no outro dia (um bocado extenso, mas vale a pena):


LAURA
What are you going to talk to me about?

ROB
I'm going to talk to you about whether you want to get married or not. To me.

LAURA
Ha ha ha. Hoo hoo hoo.

ROB
I mean it.

LAURA
I know.

ROB
Oh, well thanks a fucking bunch.

LAURA
I'm sorry. But two days ago you were in love with that girl who interviewed you for The Reader, weren't you?

ROB
Not in love, exactly, but...

LAURA
Well forgive me if I don't think of you as the world's safest bet.

ROB
Would you marry me if I was?

LAURA
No. Probably not.

ROB
Right. Okay, then. Shall we go?

LAURA
Don't sulk. What brought all this on?

ROB
I don't know.

LAURA
Very persuasive.

ROB
Are you persuadable?

LAURA
No. I don't think so. I'm just curious about how one goes from making tapes for one person to marriage proposals to another in two days. Fair enough?

ROB
Fair enough.

LAURA
So?

ROB
I'm just sick of thinking about it all the time.

LAURA
About what?

ROB
This stuff. Love and marriage. I want to think about something else.

LAURA
I've changed my mind. That's the most romantic thing I've ever heard. I do. I will.

ROB
Shut up. I'm only trying to explain.

LAURA
I mean, maybe you're right. But were you really expecting me to say yes?

ROB
I dunno. Didn't think about it, really. It was the asking that was the important thing.

LAURA
Well, you've asked.

She leans over and takes his hands in hers, smiles at him.

LAURA
Thank you.





Parte em destaque:

"It was the asking that was the important thing."

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

.posts recentes

. every body needs a good.....

. :)

. my romeo must be dead

. strike a pose, just not t...

. apeteceu-me, amanhã será ...

. Juliet...

. a cena... é só até aos 42...

. surpresa! (memory lane)

. lisbon@weekends

. music@last weekend - Azev...

. movies@weekend

. ...

. o poder da música, para c...

. I'm alive

. quero um cão

. compras da feira

. @saturday + @sunday

. intermitências da morte (...

. Quem tem um acabadinho de...

. ...

.arquivos

. Julho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Novembro 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

.links

.Visitas


Ver Visitantes

.subscrever feeds